Capa » Ação 15 » Vice-governador Belivaldo Chagas filia-se ao PMDB

Vice-governador Belivaldo Chagas filia-se ao PMDB

Governador Jackson Barreto compareceu ao evento e abonou a ficha do novo peemedebista

filiação belivaldo 15082016 1

Num ato festivo e com grande presença de lideranças de vários municípios e partidos, no final da tarde de ontem o vice-governador Belivaldo Chagas filiou-se ao PMDB. Sua ficha foi abonada pelo governador Jackson Barreto, que destacou a lealdade do seu vice, além de outras características, como a honestidade, a calma e a amizade.

filiação belivaldo 15082016 2“Num momento desses, receber um nome da estatura e da história de Belivaldo é muito importante. Ele é um homem vocacionado para a vida pública, marcado pela lealdade, companheirismo, competência. Um homem conciliador, do bem. A vida dele é uma ponte, sempre ligando as pessoas”, destacou Jackson.

O governador ainda afirmou que costuma se aconselhar quase que diariamente com seu vice e criticou o que classificou como “agressões” que ele tem sofrido – e disse que não acredita em alianças políticas que sejam apenas formais. “Tem que ter algo mais, não acredito em aliança que não tenha um envolvimento de sentimento, onde a pessoa não tenha um envolvimento”, alfinetou.

 

Orgulho

O presidente estadual do PMDB, João Augusto Gama, afirmou que nunca uma filiação foi tão esperada, e que o partido vive um momento histórico. “Isso demonstra que o PMDB e os partidos do grupo estão fortes. Temos um orgulho do passado e do presente de Belivaldo. Ele está aqui porque esse é o futuro, e seu ex-partido perdeu o rumo da história, ficou pequeno, não olhou para o futuro. E o futuro de Sergipe está aqui”, falou Gama.

Já o presidente da Fundação Ulysses Guimarães, Benedito Figueiredo, sem poupar elogios ao novo membro da agremiação, disse que Belivaldo é o cara que tem a cara da honestidade, da seriedade, da hornadez e do companheirismo. “Seja bem vindo ao PMDB, esse partido de tantas lutas. O PMDB de Sergipe se distingue pela maneira de fazer política, por isso sinta-se em casa”, concluiu.

Sem justificativa

Para uma plateia lotada de peemedebistas e membros de partidos aliados, Belivaldo disse que não teria como justificar a sua saída do grupo de Jackson e agradeceu ao partido pela receptividade. “Estou onde me botaram, vou continuar ao lado de Jackson Barreto”, disse ele.

“Quando era menino ouvia minha mãe dizer que era para pedir desculpas quando eu fizesse alguma coisa errada. Como não estou fazendo nada errado, nenhuma coisa feia, não tenho que pedir desculpas a ninguém, tenho que dizer obrigado ao PMDB, por me receber de braços abertos. Obrigado a Gama a Jackson e a todos”, falou o vice-governador.

O novo peemedebista ainda repetiu a máxima de que em Sergipe todo mundo se conhece, e que por isso não teria como andar no estado de cabeça erguida, sem olhar as pessoas nos olhos. “Eu fico onde estou, não estou indo para outro lugar. Me botaram aqui e aqui estou, ao lado dos meus amigos. Nós estávamos nas ruas dizendo que o projeto era esse, e agora, dois anos depois, vou estar lá. Fomos eleitos por este grupo, somos uma família?”, garantiu Belivaldo.

Da Assessoria de Imprensa