Capa » Ação 15 » Jackson Barreto diz que PMDB não pode ser oportunista e defende manutenção na base aliada de Dilma

Jackson Barreto diz que PMDB não pode ser oportunista e defende manutenção na base aliada de Dilma

Ele está preocupado com a situação fragilizada econômica dos governos e quer nos postura sem privilegiar interesses individuais

jack

Nas eleições municipais Jackson Barretou indicou que será mantida base que o elegeu governador

(Brasília-DF,12/03/2016) O governador de Sergipe, Jackson Barreto, afirmou que o PMDB não pode fazer política oportunista, de atendimento a um grupo que se acha “iluminados”. A afirmação ocorreu durante a Convenção Nacional do PMDB, realizada neste sábado, 12, em Brasília.

Na visão de Jackson Barreto, o partido precisa de mais abertura democrática para que as decisões não fiquem só com a responsabilidade da cúpula. Jackson Barreto quer que a legenda permaneça apoiando o governo Dilma Rousseff.

“Eu defendo que o PMDB se mantenha na base aliada do governo, da base aliada da presidente Dilma Rousseff”, frisou Jackson Barreto em relação à postura da legenda

Entretanto, o governador sugeriu uma avaliação do comportamento do PMDB, “sem levar em conta alguns interesses localizados e, inclusive de ordem pessoal”.

“Eu vi muita gente do PMDB ocupar cargos no governo, até de ministro, e depois que deixam o cargo aí propõe a saída do governo. E aí eu pergunto: por que não saiu quando ocupava um cargo que lhe dava destaque politicamente?”, questionou Jackson Barreto

Sobrevivência

Para o governador do Sergipe, é preciso que PMDB saiba compreender o papel dos governadores que trabalham com a presidente da República no sentido de fazer a renegociação das dívidas dos estados. “É uma questão fundamental de sobrevivência. Estamos sem condições de desempenhar as nossas políticas os nossos projetos de campanha eleitoral”, ressaltou.

Ao invés de sair da base de apoio ao governo, “ é preciso trabalhar um projeto comum para aqueles que estão na base do governo para ajudar a sair dessas dificuldades.”

Ele defende que o PMDB continue apoiando o governo, e costure a travessia, observando  algumas questões da área econômica, que “são fundamentais para essas políticas que o PMDB pensa possam ser colocadas e admitidas para o governo”.

Eleições municipais

Política Real quis saber do governador de Sergipe se o partido irá sair das eleições municipais maior do que hoje, e como o PMDB tem se posicionado em relação ao PT local.

Jackson Barreto respondeu que tem uma boa relação com o PT, a não ser com um setor mais radical que joga com o momento político.

Ele lembrou que quando se elegeu o governo a chapa foi do PMDB para o governo, o vice-governador do PSB, o para o senado foi um nome do PT. “Nós esperamos manter essa base para as eleições municipais. Trabalhando para ampliá-lo e prepará-lo para 2018”, completou.

(Por Genésio Araújo Jr. Para Política Real, Edição: Maurício Nogueira)

FONTE: Política Real (www.politicareal.com.br)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


*