Capa » Ação 15 » Governador amplia diálogo com estudantes da Escola Agrícola Dom José Brandão de Castro

Governador amplia diálogo com estudantes da Escola Agrícola Dom José Brandão de Castro

Jackson Barreto assumiu compromissos para melhorar acesso e estrutura para alunos

FOTO2.DIALOGO

Foto1 : Estudantes foram recebidos nesta terça-feira, dia 15 /Fotos: Marcelle Cristinne/ASN

O governador Jackson Barreto ampliou diálogo com estudantes e servidores do Centro Estadual de Educação Profissional Dom José Brandão de Castro, localizado em Poço Redondo, e assumiu compromisso para promover alguns encaminhamentos solicitados, a exemplo da contratação de novos professores e finalização de reparos estruturais da escola. A conversa aconteceu na manhã desta terça-feira, 15, e foi acompanhada por membros dos Movimentos dos Pequenos Agricultores (MPA) e Sem Terra (MST), além do secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho.

Em atendimento às demandas de alunos e equipe de servidores da escola, o Governo do Estado publicou nesta segunda-feira, 14, edital para contratação da empresa que vai realizar as obras complementares de reestruturação da unidade de ensino, como construção de dormitórios e refeitório, organização dos seis laboratórios e melhoria da infraestrutura do centro agrícola de ensino. Haverá também publicação do edital de processo seletivo para contratação de novos professores.

“Acho que esse encontro com os alunos da Dom José Brandão de Castro foi muito importante. Eles fizeram reivindicações de problemas que verdadeiramente existem, e o governador recebeu de forma democrática e sensata, fazendo com que o governo assuma seu papel e responsabilidade na solução dos problemas apresentados. Busquei também a ajuda do prefeito Roberto para discutirmos projeto de segurança da escola, através da melhoria do acesso e da ampliação da rede de energia elétrica”, relatou Jackson Barreto.

O secretário Jorge Carvalho explicou que as demandas da Escola Agrícola já estavam sendo discutidas anteriormente, e que serão atendidas para que a população do Sertão sergipano mantenha o acesso ao ensino técnico. “Essa é uma escola diferente, que tem como modelo a pedagogia da alternância, que possibilita que os alunos, por serem do campo, tenham um período estudando e outro trabalhando na terra. Enfim, é uma escola que também tem corpo docente com professores especializados, a exemplo de engenheiros agrônomos, veterinários e geólogos”, declarou.

Membro da comissão de estudantes, Alisson Lucas Pereira, 18, acredita que a reunião foi produtiva e que possibilitou a resolução de problemas. Ele revela que ele e outros alunos tinham medo de que a Dom José Brandão fosse fechada, mas que após o encontro com o governador eles ficaram tranquilos com relação ao assunto.

Para Rafaele Alves, representante do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), o compromisso firmado pela Secretaria de Educação e reforçado pelo governador é algo a ser comemorado. “Estamos felizes com a disposição do governador em ouvir bem a pauta, encaminhar os pontos e, sobretudo, colocar prazos”, resumiu.

Já Vanuzia Soares, do setor de educação do MST, acredita que a reunião foi positiva e que as deliberações foram feitas na medida do possível. “Sabemos que editais e licitações requerem tempo, mas a gente sai com mais ânimo e esperando que haja resultado. Vimos a preocupação do governador perante o que ocorreu, e cremos que teremos de imediato os professores que estamos precisando e a conclusão da obra da escola, que é a única técnica e agrícola que temos no Alto Sertão sergipano. Essa é uma unidade de ensino com formação diferenciada e que forma profissionais diferenciados para atuar no campo. Por isso, é muito importante para o Sertão sergipano que essa escola continue”, alegou.


Secretaria de Estado da Comunicação Social
Governo de Sergipe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


*