O General de Divisão Artur Costa Moura, comandante da 6ª Região Militar – Região Marechal Cantuária, recebeu na tarde dessa segunda-feira (13), o título de cidadão sergipano na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), honraria cedida pelo presidente, o deputado Luciano Bispo (PMDB), através da resolução 10/2016, que atribuiu, para aprovação do Projeto, a contribuição do general à sociedade sergipana.

Agradecido, o homenageado disse que está muito feliz com o título, pela maneira como foi recebido pelo povo de Sergipe e também pela parceria Estado e Exército. “Temos duas organizações militares, a 19ª Circunscrição de Serviço Militar (CSM) e a 28º Batalhão de Caçadores (BC), que estão para completar 100 anos e têm sido recebidos pelas instituições e pela população de braços abertos, o que facilita o cumprimento das suas missões”, disse.

Segundo o general Artur, apesar de ser baiano, a família dele tem uma ligação muito forte com Sergipe, o avô era natural de Caldas de Cipó, na Bahia e tinha fazenda em Estância o que estreitou os laços e a esposa é de família tradicional de Sergipe. “Ao longo da minha carreira tive a oportunidade de conviver, trabalhar e fazer amigos sergipanos”, observou.

Para o general, receber o título de cidadão sergipano o torna representante do Estado e ele vai fazer jus a honraria que coloca como gentileza e amizade que o povo sergipano o concede.

A solenidade foi prestigiada por familiares, autoridades, amigos e militares. A mesa foi presidida pelo vice-presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado Garibalde Mendonça (PMDB), composta pelo secretário da Segurança Pública de Sergipe, João Batista, representando o governador Jackson Barreto; desembargador Osório de Araújo Ramos, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE); Coronel Marcos Aurélio de Paula, comandante do 28º BC; Capitão de Fragatas João Batista comandante da Capitania dos Portos de Sergipe; Coronel Francisco Alves, comandante da 19º CSM; Conselheiro Carlos Pinna de Assis, representando o Tribunal de Contas de Sergipe e o prefeito de Aracaju João Alves Filho (DEM).

O deputado Zezinho Guimarães (PMDB), leu a resolução que concedeu o título de cidadão sergipano ao general Artur Costa Moura e o deputado Pastor Antônio (PSC), leu o discurso de homenagem sobre a vida do general.

Sobre o Homenageado

Artur Costa Moura é natural da cidade de Jequié/BA, estudou no Colégio Militar de Salvador, incorporou as fileiras do Exercito Brasileiro, na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), localizada no município de Rezende, estabelecimento de Ensino Superior em 14 de dezembro de 1978, graduou-se, sendo declarado Aspirante da Arma de Infantaria, sendo classificado no 19° Batalhão de Caçadores. Além do curso de Graduação, General Artur participou de diversos cursos de aperfeiçoamento, tais como: Altos Estudos Militares; Política, Estratégia e Alta Administração do Exército Brasileiro; Aperfeiçoamento de Oficiais. Pós – Graduado em Assessoria Parlamentar pela Universidade de Brasília (UNB) e MBA em Executivo pela Fundação Getúlio Vargas.

Como Oficial Superior, Comandou o 19° Batalhão de Caçadores da cidade de Salvador, adjunto da Cooperação Militar no Paraguai; chefe de divisão administrativa do Gabinete de Planejamento e Gestão do Departamento Geral do Pessoal, participou da segurança do Papa João Paulo II, na Bahia.

Como Oficial General, comandou a 17ª Brigada de Infantaria de Selva, em Porto Velho/ RO; em 2014 assumiu o comando da 6ª Região Militar, com sede em Salvador, à qual as Organizações Militares da Bahia e Sergipe estão diretamente subordinadas, coordenando e realizando inúmeros projetos de ações junto á população sergipana, em destaque a Operação Carro- Pipa, programa de distribuição emergencial de água no semiárido nordestino, em particular atendendo 11 municípios sergipanos.

Ainda sob sua supervisão e coordenação, as Organizações Militares em Sergipe conduzem um Programa intitulado Força no Esporte, que atende 100 crianças entre 9 e 14 anos que frequentam as dependências esportivas do 28º Batalhão de Caçadores, complementando a formação cognitiva e permitindo o aprimoramento dos seus valores étnicos e morais.

Fonte: al.se.gov.br/