garibaldeO deputado estadual Garibalde Mendonça mostrou preocupação com os valores cobrados pela taxa de marinha, em Aracaju, considerados ‘absurdos’ pelo parlamentar. De acordo com Garibalde, o assunto que se tornou preocupação do deputado federal Laercio Oliveira e do vice-prefeito José Carlos Machado está deixando os aracajuanos alarmados. “Houve avanços consideráveis com a retirada das benfeitorias da taxa de laudêmio, mas para surpresa, nossa quem paga esse imposto recebeu uma cobrança com reajuste de até trezentos por cento”, citou.

Garibalde disse que o reajuste aplicado pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU), que ocorre apenas em Aracaju e Vitória, está fora da realidade. “Em outras cidades como o Rio de Janeiro, para se ter uma idéia, o reajuste foi de apenas dez por cento. Retiram as benfeitorias da taxa, a população achou que ia pagar menos, mas acabou sendo surpreendida com esse aumento abusivo”, disse o deputado. Laercio Oliveira e Machado fizeram reunião com representante da SPU e pediram uma prorrogação do prazo até que se tenha uma decisão. “Essa casa também está empenhada nessa luta, pois todos estamos indignados com esse abuso”, prosseguiu.

Garibalde destacou ainda em seu discurso os quarenta anos de fundação do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Sergipe (Crea). O parlamentar disse que a entidade estará comemorando quatro décadas de fundação no próximo dia 28. O deputado afirmou que o Crea tem uma história de luta em favor de engenheiros civis e agrônomos e elogiou o presidente da entidade, Arício Resende, por fazer um excelente trabalho à frente do conselho.