O deputado Garibalde Mendonça (PMDB) comentou na manhã desta quarta-feira (16), no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), a afirmação do senador Antônio Carlos Valadares (PSB), no programa Liberdade Sem Censura ao radialista Marcos Aurélio, dando conta da existência de uma emenda impositiva da Infraero no valor de R$ 80 milhões (apresentada em 2015), que poderá ser destinada à conclusão das obras do Hospital do Câncer.

“Com relação ao Hospital do Câncer, a oposição está no direito dela de pleitear esses valores para atender as necessidades básicas do Estado, que são esses valores que vêm repatriados para os governos estaduais, mas a oposição quer utilizar esse valor para a construção do Hospital do Câncer e esse valor não é para investimentos e sim para atender as necessidades que o Estado vem passando”, ressalta Garibalde Mendonça.

De acordo com ele, com a afirmação do senador Valadares, o problema está resolvido. “Teve uma solução muito boa hoje em um programa de uma emissora de rádio, quando o próprio senador Valadares disse que existe uma emenda impositiva de 80 milhões de reais que pode ser redirecionada para a construção do Hospital do Câncer. Faltava só uma conversa com o secretário de infraestrutura, Valmor Barbosa para que ele forneça qual seria o valor para a conclusão da parte física de todo o hospital. Com isso, eu acho que esse problema está resolvido porque 80 milhões é um dinheiro suficiente para concluir a obra do hospital”, entende.

Dificuldades

A deputada Goretti Reis (DEM) acredita que o momento agora é de somar forças em torno da conclusão das obras do Hospital do Câncer. “O problema sensibilizou a todos. A questão política nos partidos e nos palanques passou, a eleição já acabou e o povo precisa dos políticos e dos gestores, união, pois uma bancada unida e forte, fortalece para que os serviços cheguem ao cidadão e cada um diz o que fez em cada etapa a e população avalia na hora de dar seu voto”, enfatiza.

Por Agência de Notícias Alese

Foto: César de Oliveira